Conecte-se à ABPM:

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Aprenda a fazer seu próprio vinagre de maçã com essa receita básica e economize muito



Ingredientes
– Cascas e miolos de seis maçãs grandes
– 1 colher de sopa de açúcar
– 2 litros de água sem cloro


Modo de preparo

Retirar o cloro da água é muito simples. Basta deixá-la em um recipiente aberto por um dia. É imprescindível que a água esteja livre de cloro, pois ele pode matar as bactérias que realizam a fermentação, comprometendo a fabricação do vinagre. 

Misture os pedaços das maçãs com a água e o açúcar em um recipiente grande de vidro ou cerâmica com a boca larga. Não use tampa, apenas cubra o recipiente com um pano fino. Apesar de não querer que o ar entre em contato com a mistura, o processo de fermentação pode gerar uma pressão grande, já que as bactérias estão produzindo CO2 como um subproduto da fermentação. Portanto, se você optar por tampar o recipiente é preciso que ele seja aberto várias vezes ao dia, durante todo o processo. 

Ao longo dos próximos dias agite sempre a mistura, várias vezes ao dia. Este movimento areja o fermento e estimula a atividade microbiana, além de prevenir o aparecimento de mofos. Depois de alguns dias, a mistura deve começar a borbulhar. 

Assim que o fermento começar a borbulhar, passe a mexer com uma frequência menor. O ideal é que o líquido seja movimentado apenas uma vez ao dia, nesta etapa. O tempo desta fermentação pode variar, mas o gosto deve começar a ficar amargo em uma semana. 

Coe o líquido. Após uma semana o vinagre já deve estar pronto, mas você pode esperar para coá-lo quando o borbulhamento cessar. Coloque o vinagre em uma garrafa com tampa, mas fique atento, pois ele ainda pode estar borbulhando e, portanto, gerando pressão, que precisa ser retirada para que a garrafa não estoure. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário